VOLTAR

,

07.10.2016

Postado por Pamela Souza

Voando pra Rússia!

Brasil 5×0 Bolívia – Eliminatórias da Copa do Mundo Rússia 2018

EFE

EFE

O que um ótimo técnico e com estrela não faz?! Ontem a Seleção Brasileira foi à Arena das Dunas enfrentar a Seleção da Bolívia pela última rodada do primeiro turno das eliminatórias da Copa do Mundo Rússia 2018.

Sabíamos que não teríamos um jogo muito difícil, mas a qualidade e coletividade dos brasileiros surpreenderam. Neymar estava especialmente inspirado e marcou seu gol de número 300, excelente marca atingida por um jogador de apenas 24 anos.

Lucas Figueiredo/CBF

Lucas Figueiredo/CBF

A Bolívia até tentou, começou marcando a saída de bola tentando dificultar para os brasileiros, mas isso durou menos de 10 minutos. Após roubada de bola de Neymar e participação de Gabriel Jesus, ele marcou aos 11′ do primeiro tempo. A partir daí só deu Brasil. Após belíssima triangulação, belo corte e passe açucarado de Giuliano, Phillipe Coutinho marcou o segundo. O terceiro gol veio dos pés de Filipe Luis, também com participação de Neymar. Gabriel Jesus, que havia dado o passe para o primeiro gol de Neymar, recebeu a gentileza e marcou um belo gol, tocando por cima na saída do goleiro. Tudo isso nos primeiros 45 minutos do jogo.

Vira quatro, acaba oito? Nada disso, o time voltou um pouco mais relaxado, mas no sentido de “vamos jogar e deixar o jogo acontecer”. A Bolívia parecia apenas não querer tomar mais gols, raras foram as vezes em que ouvimos o nome de Alisson, acho que em algum momento ele deve ter sentado em campo e apenas assistido ao jogo, pois em quase nada foi solicitado. E para fechar a conta, Roberto Firmino entrou e após cobrança de escanteio marcou o quinto gol da seleção.

Com o segundo lugar nas eliminatórias garantido, vemos uma seleção completamente diferente da que iniciou a competição. Um time mais leve e solto. Tite sem dúvida alguma vem fazendo um trabalho incrível. Ele preparou-se para assumir o cargo, estudou e evoluiu muito como técnico enquanto alguns parecem ter parado no tempo.

Vanderlei Almeida/AFP

Vanderlei Almeida/AFP

Ah, se após a saída de Mano Menezes ele tivesse entrado acredito que não teríamos passado aquela vergonha na Copa, mas o importante é daqui pra frente e acredito que esta seleção chegará longe com a visão e inovação de Tite.

Terça-feira teremos mais um compromisso, dessa vez contra a Venezuela. Neymar suspenso não jogará, porém, estará presente contra a Argentina, em Belo Horizonte. Vamos torcer para que essa crescente de nossa seleção continue e possamos chegar a 2018 sem sustos.

 

Ler mais da Pam Souza

Ler mais da Seleção Brasileira

A Bola que Pariu