VOLTAR

,

25.06.2017

Postado por Colaboradoras

Uma vitória para trazer um pouco de alívio

Brasil de Pelotas 0x1 Internacional – Campeonato Brasileiro Série B 2017

Depois do terrível jogo na semana passada contra o Paraná, no Beira-Rio, os torcedores do Inter mereciam um bom futebol para que pudessem esquecer dos 90 minutos da última terça-feira gelada. E isso aconteceu, neste sábado, contra o Brasil de Pelotas, no terceiro jogo realizado entre os dois times neste ano.

Com menos de cinco minutos de jogo o Inter já tinha duas finalizações, com chances claras de gol, uma com o Sasha e outra com o Charles. Mudanças drásticas do Inter que vimos em campo contra o Paraná e Santa Cruz, quando o time passou 180 minutos sem finalizações. Além das alterações na escalação, o que se via em campo era um time com mais vontade e atitude. D’ale e Sasha chegavam à frente sempre com muito perigo e, aos 15 minutos, Sasha só não abriu o placar porque os deuses do futebol não quiseram. A bola passou raspando na trave direita do Marcelo Pitol.

Aos 38 minutos, após quatro chances de gol perdidas, Fabinho abriu o placar para o colorado após receber passe do D’Alessandro e chutar cruzado, rasteiro, para a bola morrer no fundo da rede. O lateral é um dos mais criticados pela torcida colorada desde a péssima campanha em 2016, que nos levou ao rebaixamento, e esteve com as malas prontas para ir embora após a demissão de Argel.

ricardo duarte1

O time colorado estava seguro defensivamente, de um jeito que tínhamos visto somente lá na primeira rodada da série B, contra o Londrina, e o Brasil de Pelotas pouco pôde fazer durante a primeira etapa da partida. No retorno do intervalo, o Inter demonstrou um dos principais pontos que precisam melhorar durante esta temporada: o preparo físico. E o Brasil aproveitou o cansaço para chegar mais ofensivamente. Aos 14 minutos do segundo tempo Danilo Fernandes fez a sua primeira defesa, em grande perigo de gol.

Sentindo a dificuldade do time, Guto fez as devidas trocas e colocou Junio e Diego nos lugares do Charles e do Sasha, meninos que foram uns dos destaques do Inter no primeiro tempo. A entrada do lateral direito piorou o setor defensivo do colorado e o rival criou boas chances justamente em cima das falhas dele. Apesar das investidas adversárias, o Inter conseguiu se segurar e ainda perder mais quatro chances de gol no final do segundo tempo, duas delas com Diego.

ricardo duarte2

Com a vitória finalmente chegamos ao G-4, com 17 pontos, e o nosso próximo compromisso acontecerá só no sábado que vem, dia 1º de julho. Isso significa que Guto terá uma semana inteira de trabalho e descanso com o time – o que estava sendo pedido desde que o treinador chegou ao Inter. Esperamos que no jogo contra o Boa Esporte, após esses sete dias de treinos que serão realizados em um hotel na região metropolitana de Porto Alegre, o time mostre alguma evolução tática e melhore principalmente nas finalizações a gol.

 

Por Thaianny Pontes

Fotos de Ricardo Duarte/Internacional

Ler mais do Internacional

A Bola que Pariu