VOLTAR

,

20.07.2017

Postado por Marcela Ferroni

Mais um empate…

Avaí 0x0 Corinthians – R15 Campeonato Brasileiro 2017

()  SPO

Após o empate da última rodada, as certezas absolutas quanto o campeonato de um time só (vindas da imprensa esportiva, claro) parecem ter caído por terra e começaram a pairar dúvidas acerca da maior invencibilidade do futebol mundial. Sabíamos de antemão das dificuldades do longo campeonato e das possíveis oscilações de rendimento, além da volatilidade das análises especializadas.

O jogo da noite era da melhor defesa contra o pior ataque. Nosso zagueiro titular voltava de lesão, voltava… aos 12′ Pablo sentiu e o Corinthians teve que queimar a primeira substituição e logo depois queimou a segunda, já que Jadson sentiu as costelas depois de choque com Betão. Seria motivo para preocupações? No último jogo os reservas não renderam o mesmo que os titulares e a menos de 15′ já estávamos sem dois, substituídos por Pedro Henrique e Marquinhos Gabriel…

Fora isso, no primeiro tempo o Corinthians tentava chegar ao ataque, propondo o jogo, com o Avaí todo fechado, congestionando seu campo defensivo.

O jogo parecia fácil, o Corinthians conseguia finalizar apesar da forte marcação, parecia só precisar calibrar o pé para acertar os lançamentos em profundidade e o último passe. Jô fazia o pivô, saindo da área para carregar a marcação, mas mesmo assim o placar não foi inaugurado.

()  SPO

O começo do segundo tempo veio para contradizer a pretensa facilidade do jogo, ficara mais difícil finalizar e criar jogadas para driblar a forte marcação.

A primeira grande chance de gol foi do time da casa, num cruzamento forte em que a bola bateu em Simião e subiu. O Corinthians tinha paciência, tocava (nem sempre certo, há que se destacar), avançava com calma. Mas o Avaí também começava a gostar do jogo e chegar mais ao ataque.

Aos 28′ Douglas fez questão de mostrar seu valor ao time dono do seu passe, defendendo ótimo chute de voleio de Rodriguinho.

()  SPO

Um minuto após, bola na trave de Cássio em chute cruzado do Avaí.

O jogo crescia em chances e emoção, Jô cabeceou por cima da trave aos 30′. Betão quase fez gol contra em cabeçada na trave. Depois, foi a vez de Rodriguinho chutar na trave. Assim, a trave teve mais trabalho do que os goleiros.

O jogo findou com o 0x0 no placar, bateu uma ansiedade, não estávamos ganhando um ponto, mas sim perdendo dois, nossa vantagem antes ENORME vem diminuindo e agora são seis pontos para o vice líder, Grêmio. Sequência de empates me preocupam, na maioria das vezes perder alguns jogos e ganhar outros é mais vantajoso.

O Corinthians sofreu como não víamos há tempos, não houve criatividade para vencer a retranca adversária, percebemos que os jogadores reservas carecem de técnica para substituir à altura os titulares. Precisamos de um zagueiro, um meia de qualidade e um lateral para cada lado do campo, pelo menos, para garantir a sequência do campeonato com qualidade. Precisamos novamente nos concentrar no campeonato, na filosofia do jogo a jogo do professor e não nos ater somente na invencibilidade que foi mantida (por 29 jogos agora). Precisamos voltar a ser imbatíveis (não com empate) e já, na próxima rodada!

 

Fotos de Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Ler mais do Corinthians

Ler mais do Campeonato Brasileiro

A Bola que Pariu