VOLTAR

,

27.07.2017

Postado por Colaboradoras

Vitória do sal grosso

Internacional 2 x 0 Oeste – R16 Campeonato Brasileiro Série B 2017

O misticismo sempre andou lado a lado com o futebol. Apelar para as forças sobrenaturais e/ou religiosas faz parte do futebol brasileiro, e com o Internacional não foi diferente. Desde a terrível campanha do ano passado, que culminou com o rebaixamento do nosso colorado, a direção e os torcedores vem apelando para o lado esotérico da coisa. Pais de santo, padres, monges, pessoas de todas as crenças possíveis já passaram pelo Beira Rio para tentar abençoar o time e mandar a zica embora.

Um dos mais recentes fenômenos que surgiu lá pelas bandas da Padre Cacique foi o Mago Isaias, que postou no seu blog que o Inter sofre por “uma zica lançada por Xamãs Colombianos durante a Libertadores de 2015” e que vêm fazendo alguns trabalhos para acabar com a tal zica. Sabe-se que não está dando muito certo, visto os últimos jogos e atuações do Inter. Cansados dessa maré de azar, um grupo de torcedores colorados resolveu apelar para o sal grosso, que segundo o dito popular “afasta o azar, a inveja, o mau-olhado, a doença e as energias negativas”.

E pelo menos na noite da ultima terça-feira, o banho de sal grosso no Beira Rio surtiu efeito.

inter 25 2

O Inter veio a campo com uma mudança significativa: no lugar do Gutierrez, que vinha de uma péssima atuação contra Vila Nova, entrou Sasha, que também não estava em sua melhor fase, mas que busca mais o gol do que o chileno e poderia ajudar D’alessandro na construção das jogadas. Além da mudança na escalação, também era visível a mudança de comportamento de todos os jogadores colorados. Diferentemente dos jogos anteriores, onde se via os jogadores desistindo das jogadas, nessa terça-feira a torcida colorada viu vontade e garra dentro de campo. Não se sabe o que causou essa mudança, se puxão de orelha da diretoria dentro do vestiário ou vergonha na cara mesmo, mas que continue para os próximos jogos.

O primeiro gol foi a coroação para os melhores 45 minutos jogados pelo Sasha durante esta temporada. Numa jogada que começou com Fabinho brigando pela bola na lateral e depois passando a para Edenílson, que acionou Nico López. O camisa sete colorado cruzou para Sasha, que cabeceou e enfiou a bola pra dentro. Era um alívio para os mais de 20 mil torcedores presentes que viram durante o primeiro tempo o colorado chegar à frente, mas não conseguindo furar o bloqueio do Rodolfo, goleiro do time paulista.

No primeiro tempo, o Oeste pouco perigo ofereceu para o Inter. O time paulista, que na rodada anterior goleou por 3×0 o Juventude, que esteve durante algumas rodadas ocupando a primeira colocação da tabela, veio a Porto Alegre para não perder. O goleiro foi destacado como melhor jogador em campo, o que prova duas coisas sobre a série B: A primeira é que a série B é campeonato com pouco padrão de jogo, pois o time que goleia o líder perde pra outro que não tinha jogado nada na rodada anterior. E em segundo lugar, é que o Internacional só precisa melhorar uns 10% do que joga atualmente para conseguir atingir o maior objetivo do ano, que é o retorno à primeira divisão.

No segundo tempo, o colorado perdeu um pouco do gás e começou a chegar menos ao ataque e perder o meio de campo para o Oeste, que consequentemente chegava à frente, mas sem maiores riscos ao gol de Danilo Fernandes. Na metade do segundo tempo, quando a torcida começava a ficar incomodada com a ofensividade colorada, uma bola rebatida por Junio acabou sobrando para o Nico, que tentou um chapéu no goleiro Rodolfo, que acabou defendendo. A bola sobrou para Uendel, que acertou o travessão, Nico voltou pra jogada, mas um defensor tirou a bola, ela voltou para Uendel, que finalmente conseguiu marcar o gol. Após o lance, o lateral colorado comemorou como se estivesse afastando a zica, provando como o misticismo está presente também na cabeça dos jogadores.

inter 25

Ainda é muito pouco perto do que deveria render um clube com a estrutura e o plantel que o Internacional possui nesta temporada, quando em comparação com os adversários que enfrenta, mas já é um início e um alívio para nós, torcedores, ver o time conseguir criar jogadas ofensivas e estar seguro defensivamente, sem sofrer grandes riscos.

Além da estreia de Camilo e Damião no próximo jogo, contra o Goiás do Argel Fucks, contaremos também com a presença garantida do sal grosso novamente.

 

Fotos de Ricardo Duarte/Internacional

Por Thaianny Pontes

Ler mais do Internacional

Ler mais do Campeonato Brasileiro – Série B

A Bola que Pariu