VOLTAR

,

15.08.2017

Postado por Raisa Rocha

Aquecendo para Grêmio x Cruzeiro

O tricolor entrou direto na fase de mata-mata por estar disputando a Libertadores e já estamos carecas de saber do Grêmio, de como o time de Renato Portaluppi vem imprimindo o melhor futebol do Brasil e temos a garantia do time titular em campo, no modo zero bala, após descansar na última rodada. Por isso, hoje será um dia diferente. Um pouco menos de Grêmio e, pela ajuda da Letícia, uma de nossas setoristas do Cruzeiro, apresento nosso adversário.

Pra começar, a campanha do time celeste, quem vem jogando a competição desde o início e fez 10 jogos até o momento, com 21 gols marcados e 7 sofridos. Seus artilheiros são Rafael Sóbis (5 gols), Robinho (3), Alisson (2) e Thiago Neves (2).

Primeira fase – 15/02/2017 – Volta Redonda 1×2 Cruzeiro
Segunda fase – 22/02/2017 – Cruzeiro 6×0 São Francisco-PA
Terceira fase – 08/03/2017 – Murici 0x2 Cruzeiro
Terceira fase – 15/03/2017 – Cruzeiro 3×0 Murici
Quarta fase – 13/04/2017 – São Paulo 0x2 Cruzeiro
Quarta fase – 19/04/2017 – Cruzeiro 1×2 São Paulo
Oitavas de final – 03/05/2017 – Cruzeiro 1×0 Chapecoense
Oitavas de final – 01/0602017 – Chapecoense 0x0 Cruzeiro
Quartas de final – 28/06/2017 – Palmeiras 3×3 Cruzeiro
Quartas de final – 26/07/2017 – Cruzeiro 1×1 Palmeiras

Agora, os números de alguns jogadores que merecem nossa atenção, segundo o Footstats e Goal.com:

Washington Alves/Cruzeiro

Washington Alves/Cruzeiro

Diogo Barbosa, na lateral esquerda, é o maior passador do time na competição com 338 acertos. Provando sua intensa participação e contribuição ao bom momento da equipe, ele soma 2 assistências e 6 cruzamentos certos.

Washington Alves/Cruzeiro

Washington Alves/Cruzeiro

Thiago Neves teve início abaixo das expectativas, mas é hoje um dos destaques do time de Mano Menezes. Além da conhecida qualidade nas bolas paradas, TN30 tem grande qualidade no passe, comprovada pela liderança em assistências: foram 5 até o momento (e esperamos que a conta não aumente!). O meia mandou 10 chutes na direção da meta e por outras 14 vezes o tento saiu para fora. Soma 2 gols. Apesar de ser o segundo jogador que mais errou passes, foram 45, o experiente meia encaixou, é referência, não se omite das partidas e é quem mais recebeu faltas até o momento: foram 22 lapadas.

Cristiane Mattos/Estadão Conteúdo

Cristiane Mattos/Estadão Conteúdo

Ariel Cabral é outro que merece menção. O volante é citado como maestro. Do tipo moderno, mas sem perder o DNA argentino, defende com imposição, chega junto sem ser faltoso, fez 30 desarmes e é importantíssimo para o equilíbrio do meio de campo pela transição do setor. Tem 298 passes certos, o segundo melhor jogador celeste no quesito.

Gazeta Press

Gazeta Press

A postura esperada para o jogo em Porto Alegre é a do contra-ataque. E pra essa estretégia, Mano conta com o jovem Alisson, intenso e veloz. Apesar do constante temor por novas lesões e de ser frequentemente poupado, ele jogou todas as 10 partidas e é sempre um perigo em campo, muito vertical. Vai fazer correria e precisa ser vigiado de perto, embora os números não sejam tão significativos – 2 gols, 4 finalizações certas, 10 finalizações erradas, 2 cartões amarelos e 14 faltas cometidas.

Pedro Vilela/LightPress/Cruzeiro

Pedro Vilela/LightPress/Cruzeiro

O velho conhecido Rafael Sóbis não vive grande temporada, mas é o artilheiro do time na competição com 5 gols e foi ele quem mais concluiu a gol nestes 10 jogos, com 15 arremates certos e outros 9 errados. Sua presença é garantida no ataque e é jogador que não pode ter tempo para pensar. A dúvida fica por conta do seu companheiro, que deve ser Elber. Para muitos, Sassá teria a vaga, mas como o atacante já disputou a competição pelo Botafogo, não pode jogar.

Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

Robinho é um dos xodós da torcida e neste ano passou mais tempo fora do que em campo. Fez apenas 21 jogos na temporada, 5 deles na Copa do Brasil. Desde que voltou da última lesão fez 3 partidas, sendo destaque na última, contra o São Paulo, pelo Brasileiro. Pela Copa do Brasil, Robinho acertou o tiro no gol 4 vezes, marcou 3 gols e errou o tento por outras 6. Deve começar no banco, a não ser que Mano opte por jogar somente com Sóbis no ataque e faça o meio com Robinho e Thiago Neves.

Washington Alves/Cruzeiro

Washington Alves/Cruzeiro

O goleiro Fábio divide opiniões entre os cruzeirenses, mas não se pode negar que sua presença, experiência e segurança fortalecem o grupo. Os mineiros estão apreensivos pelo ataque letal do tricolor gaúcho. Como diz a nossa correspondente mineira, “o Grêmio tem um ataque sinistro, pra mim o mais eficiente, a jogada aérea da sua zaga é forte, mas eu acho que de certa forma vocês atacam meio apressados, afobados pelo gol. O ideal é realmente amarrar o jogo, jogar nas oportunidades de contra-ataque.”

Ramon Lisboa/Em D.A Press

Ramon Lisboa/Em D.A Press

De ausências, o camisa 10 Arrascaeta é com certeza o que mais causa saudades, principalmente na Letícia. Segundo ela, o Cruzeiro irá “fechado até os dentes” para Porto Alegre e o argentino seria muito importante por ser “liso, rápido e ter uma ligação linda nos contra-ataques”.

Pra fechar, só um pouquinho do nosso Grêmio. A Arena estará cheia, mais uma noite especial se aproxima. A torcida há dias se prepara para este jogo, com mutirão de papel picado e intensa mobilização.

Reprodução

Reprodução

Certamente entrará para a história como outra memorável noite de festa – independente do resultado. Com uma tabela para os fortes (aqui), Renato já avisou que de agora em diante tudo serão Copas. Maicon está fora, Edílson deve voltar na lateral (preferia o Léo Moura…) e vamos pra cima deles com o melhor Grêmio possível – que é MUITO bom.

Marcelo Grohe, Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Arthur e Michel; Ramiro, Pedro Rocha, Luan e Lucas Barrios.

Vamos tricolor, queremos a Copa, a Banda tá louca e eu quero te ver campeão!

 

Obrigada Letícia Carolinne pela contribuição sobre o Cruzeiro

Ler mais da Raisa Rocha

Ler mais do Grêmio

Ler mais do Campeonato Brasileiro

A Bola que Pariu