VOLTAR

,

19.08.2017

Postado por Marcela Ferroni

O Corinthians cedeu a (ao) Vitória

Corinthians 0x1 Vitória – R21 Campeonato Brasileiro 2017

Estávamos com saudades das vitórias, do campo de jogo, das arquibancadas cheias, dos gritos e cantos de incentivo. Tivemos 14 dias de “descanso” para recuperar jogadores, fazer treinos táticos, ensaiar jogadas, entrar tinindo no returno do campeonato… mas pelo menos a primeira saudade se manterá, espero que só até quarta-feira.

()  SPO

O Corinthians começou o jogo pressionando e o Vitória tentando explorar os contra-ataques. E não é que deu certo? Aos onze minutos Cássio, que não tinha visto a cor da bola, teve que buscá-la dentro do gol.

No restante da primeira etapa só quem jogou foi o Corinthians, mas não fomos efetivos. Tivemos 78% da posse de bola e 12 finalizações contra 1 do Vitória e, ainda assim, fomos para o intervalo atrás do placar, coisa só vista na 14ª rodada, por apenas 7 minutos.

()  SPO

A segunda etapa se mostrava difícil, uma vez que o Vitória se defendia com onze jogadores e fazia muita “cera”.

Voltamos do intervalo sem Arana, substituído por Moisés. Romero saiu para Marquinhos Gabriel entrar no decorrer da partida e Carille ainda ousou na terceira substituição, tirou Balbuena (com dores) e colocou Jadson (recém recuperado).

()  SPO

O Corinthians tentou muitos cruzamentos, mas a área estava congestionada e nada deu certo. Wallace jogou muito.

Começamos a questionar se a pausa foi mesmo benéfica, se tínhamos perdido o ritmo de jogo e se iríamos relaxar pela “falsa desistência” dos principais adversários. Mas de uma coisa tínhamos certeza: nossa invejável e histórica invencibilidade tinha ruído após 34 jogos e 5 meses, feito muito notável para nos perdermos em lamentações, então, digo que foi PERFEITO enquanto durou.

Acredito que temos um time maduro e que todos sabíamos que isso uma hora iria acontecer. Nenhum time é invencível e ainda bem que aconteceu contra o Vitória. Talvez a torcida presente no estádio concorde, afinal, mais de 42 mil torcedores cantaram e apoiaram o time todo o tempo, inclusive após o apito final.

Bola pra frente que nossa vantagem ainda é considerável e temos futebol para desempenhar um ótimo 2º turno, à exemplo do 1º.

 

Fotos de Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Ler mais da Marcela Ferroni

Ler mais do Corinthians

Ler mais do Campeonato Brasileiro

A Bola que Pariu