VOLTAR

,

28.11.2017

Postado por Colaboradoras

… a turma tricolor não para de cantar…

A arquibancada é lugar da verdadeira torcida, e é por isso que o texto de hoje vai falar sobre um movimento criado por torcedores do Esporte Clube Bahia. O Movimento Turma Tricolor estreou nas arquibancadas no Brasileiro de 2016, quando o clube lutava para voltar à primeira divisão, mas a ideia é de 2015. O objetivo central era resgatar o verdadeiro torcedor, trazer de volta o espírito de união e fazer a festa que o futebol moderno tem tentado acabar ao longo dos anos. Os cerca de 60 integrantes se juntam a cada jogo para apoiar aquele que é a grande razão de suas vidas, o Baêa.

1

São homens e mulheres que se conheceram de maneiras distintas, alguns em redes sociais, outros no próprio estádio, pessoas que estão ali para cantar e vibrar por 90 minutos, são torcedores que encontraram uma forma de resgatar o espírito tricolor, que é empurrar e acreditar durante todo o jogo, eles fazem o máximo para que aqueles que estão em campo sintam o clima que pulsa na torcida.

O MTT possuí uma banda que mesmo antes da partida iniciar já está tocando, tornando o ambiente festivo, trazendo alegria para a torcida e deixando o estádio com cara de estádio. Eles tornam o “ser” torcedor em “ser” Baêa, ajudando o clube de todas as formas que podem, são participante ativos da vida do tricolor baiano (não apenas em jogos, mas buscando agregar sócios ou promover ações para beneficiar a equipe).

2

Hoje, o setor Leste, onde eles ficam, ganhou uma nova alma, com faixas, bandeiras, cantos e pessoas apaixonadas que a cada jogo cativam mais gente e cada vez mais o grupo cresce e se fortalece dentro da torcida. Esse é um movimento vibrante e extremamente importante para aproximar aqueles torcedores que nos últimos tempos se afastaram por não sentirem a mística ou a verdadeira entrega dos torcedores para com o clube.

Que mais grupos e movimentos apareçam para compor as arquibancadas, não apenas do Baêa, mas em todo o Brasil. O estádio deve ser lugar de torcedores e torcedoras reais, de pessoas que acreditam que é o futebol é muito mais que um jogo. O MTT deve ser exemplo de dedicação ao clube, pois quem os vê na Fonte Nova se enche de orgulho de poder compartilhar a bancada com pessoas que fazer o tricolor ser vida.

3

Por Tainá Moraes

Fotos do arquivo pessoal de João Salvador

A Bola que Pariu