VOLTAR

05.12.2017

Postado por Colaboradoras

O Nordeste vai fazer história

Bahia, Ceará, Sport e Vitória terão a missão de representar a região Nordeste na série A do brasileirão de 2018.  Pela primeira vez, desde o início da competição de pontos corridos, teremos quatro nordestinos na elite do futebol brasileiro, estamos fazendo história. Para muitos pode parecer pouco, mas para nós, nordestinos, vemos a oportunidade de fortalecimento do nosso futebol, que infelizmente não possui tanta visibilidade e investimento se comparado aos times de outras regiões. É uma oportunidade para mostrar ao Brasil que o futebol do Nordeste vive e quer seu espaço.

Foto: Arquivo Raimundo Mascarenhas

Foto: Arquivo Raimundo Mascarenhas

Além de representatividade, ter esses quatro times no campeonato significa rodadas com viagens mais curtas, com rivalidade regional, com a torcida tendo mais possibilidade de acompanhar seu time de perto, são muitos os fatores pelos quais devemos agradecer o crescimento no número de nordestinos na primeira divisão.

Que nossas equipes consigam buscar sonhos altos, que possam brigar por títulos, que os investimentos apareçam, que a mídia comece a nos dar atenção, que transmitam nossos jogos, paguem cotas dignas a nossos clubes. Não queremos ser segunda opção na TV dos nossos próprios estados, queremos que nossa torcida possa nos ver. Que mostrem a essência da nossa Copa do Nordeste, mostre a paixão das arquibancadas, a organização e a importância que a competição tem para a região.

Foto: Divulgação Ceará

Foto: Divulgação Ceará

Que os times nordestinos se unam cada dia mais, que nossa Liga se fortaleça, que o Sport volte atrás de sua decisão, se una aos clubes da região e não se venda pelas migalhas que prometem. Os clubes precisam levantar a bandeira do Nordeste, precisam dar orgulho ao povo que, mesmo diante de tantas adversidades, persiste torcendo pelo seu time do coração.

Foto: Divulgação Sport

Foto: Divulgação Sport

Espero que os quatro que disputarão a série A, abram caminhos para outros times, afinal, queremos um Nordeste forte. Que nosso orgulho, nossa cultura, nossos clubes sejam vistos e respeitados. Acima da rivalidade, somos Nordeste, e cada equipe que consegue o acesso representa que estamos trilhando o caminho certo e que, devemos e podemos continuar acreditando que em breve alcançaremos o mesmo patamar que outras regiões dentro do cenário esportivo.

Finalizo usando as estrofes de Patativa do Assaré, para dizer que nosso futebol, assim como nós, jamais desiste:

Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome, pergunto o que há?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste

Foto: Felipe Oliveira

Foto: Felipe Oliveira

Por Tainá Moraes

A Bola que Pariu