VOLTAR

04.01.2018

Postado por Colaboradoras

É emoção e amor, vai começar a Lampions League 2018!

Esse mês irá ter início a Copa do Nordeste, competição que tem ganhado força nos últimos anos e que movimenta o cenário esportivo do Brasil no primeiro semestre do ano. O campeonato reúne 20 clubes dos 9 estados nordestinos e vai muito além do que futebol. A Lampions, como carinhosamente chamamos nossa Copa, envolve representatividade, luta, amor e é um grito do Nordeste todo para que o país entenda que aqui tem futebol, que queremos ser vistos, respeitados e que precisamos de mais investimentos.

Não é apenas um campeonato. É o Nordeste ganhando forma, são os times que a grande mídia excluiu honrando seus mantos. A importância que essa competição tem envolve o aspecto financeiro, o cultural e o midiático, fala de muitas coisas e é por isso que precisamos dar uma maior atenção a ela.

Vitor Villar/Correio

Vitor Villar/Correio

Durante a competição, torcidas apaixonadas nas arquibancadas, pessoas que escolheram o clube pelo coração, mesmo sabendo que estes não serão os times que a mídia irá dar atenção. De ponta a ponta do Nordeste os estádios vibram com as demonstrações de amor de um povo que trás o que chamamos de futebol raiz, com bandinhas, cantos, gritos e bandeiras. É a verdadeira essência nordestina que entra em campo a cada jogo, a cultura é exposta em todos os momentos, os torcedores mostrando a cada instante a força da região. Os times ditos como menores conseguem se mostrar, eles aparecem e podem falar “A GENTE TAMBÉM ESTÁ AQUI”.

Os clubes também utilizam a Copa para agregar fundos. Comparados às regiões Sul e Sudeste, os clubes nordestinos recebem valores bem abaixo para a transmissão de seus jogos e os investimentos não são dos mais altos (mesmo os clubes da elite não recebem valores semelhantes aos de outras regiões). Essa é uma bandeira que a Lampions tem que levantar cada vez mais, a de que queremos e precisamos que nos enxerguem de maneira igual aos demais locais do Brasil.

O Brasil precisa ver o futebol nordestino de maneira diferente, compreender que temos força, temos torcida, e a Copa do Nordeste está abrindo esse caminho ao se tornar a principal competição do inicio da temporada brasileira. Não deixamos a desejar em nada; bons jogos, grandes festas, boa organização. A Liga do Nordeste tem mostrado que é preciso continuar buscando o melhor para a nossa região e esse fortalecimento está surtindo efeito: pela primeira vez na era dos pontos corridos teremos 4 nordestinos na Série A do Brasileirão.

Zeca Brito

Zeca Brito

O Nordestão 2018 será emocionante do começo ao fim e A Bola Que Pariu irá acompanhar até a final. Contaremos um pouco de tudo o que irá acontecer, ainda com uma surpresa para a torcida nordestina…

 

Por Tainá Moraes

A Bola que Pariu