VOLTAR

,

12.01.2018

Postado por Colaboradoras

Ninguém segura o leão

Para o rubro-negro baiano, o ano de 2018 é de traçar novos rumos para o clube, começando pela busca do título da grandiosa Copa do Nordeste. Após cair diante do Bahia na Fonte Nova, na fase semifinal no ano passado, o Vitória busca escrever uma história diferente este ano. Depois da pausa de 2 anos (2011/12) na “Lampions League” e a mudança da organização da competição, o Esporte Clube Vitória não conseguiu ser campeão novamente, por isso o título se torna cada vez mais importante para o clube.

Reprodução

Reprodução

Sendo o maior campeão das edições do Nordestão, o time vem em busca do penta (ou hexa) campeonato, já que desde 2010 não ergue a taça, terminando lamentavelmente em 4º lugar na última edição.

Este ano o clube disputará a primeira fase da Copa do Nordeste no grupo B, jogando a primeira partida fora de casa na próxima terça (16) contra o Globo (equipe do Rio Grande do Norte). Já os outros dois adversários do Vitória na primeira etapa são o ABC (Rio Grande do Norte) e o Ferroviário (Ceará).

Visando a conquista de mais um título, o Leão da Barra começa o campeonato entre um dos favoritos no seu grupo, tendo a perspectiva de se manter constante ao longo da competição e ter grandes possibilidades de disputar uma final. Mesmo com rumores da saída de jogadores importantes, como Tréllez e David, e sem muitas novidades no elenco, o Vitória se mantém firme e garante que 2018 será um ano de, mais uma vez, ir em busca de títulos.

A diretoria, junto ao técnico Vagner Mancini, demonstram que estão trabalhando com um time na mesma base do ano passado, porém mais enxuto e sólido. Contudo, não passa muita confiança ao torcedor, que aguardava, com certeza, mais contratações nessa janela de transferências.

Reprodução/Futebol Bahiano

Reprodução/Futebol Bahiano

Como o planejamento e foco do clube é, sem dúvida, ganhar o máximo de competições possíveis, o time tem se preparado desde a última quinta feira (4), seguindo o treinamento com uma rotina controlada, para evitar qualquer desfalque no primeiro jogo do ano.

Em 2018, o Vitória pretende quebrar essa “seca” de 8 anos sem ser campeão do Nordeste, mostrando ao povo nordestino que o Nêgo ainda é uma das maiores forças regionais. Além de estar nos planos conquistar mais uma vez o baianão de forma consecutiva, o Vitória luta pelo inédito título da Copa do Brasil e do Brasileirão.

Ao torcedor fica a fé e o grito das arquibancadas, à diretoria, a missão de melhorar o elenco e aos demais, boa sorte para conseguirem parar o Leão baiano.

 

Por Sâmela Alves

A Bola que Pariu