VOLTAR

,

08.02.2018

Postado por Colaboradoras

Chilique

Atlético Acreano 1 x 1 Atlético – Primeira Fase da Copa do Brasil 2018

O Atlético estreou na Copa do Brasil na última quarta feira (07/02/2018) contra o Atlético Acreano, na cidade de Rio Branco, no Acre. Mesmo após tomar um gol aos 7 minutos de jogo, o time mineiro continuou apático sem muitas surpresas no esquema tático, tornando mais difícil a classificação para a próxima fase. No final do primeiro tempo, Erik marcou para o Galo, mas não convenceu o torcedor.

40110188252_b20e61dc2b_z

Apesar de levar a classificação para a casa, inúmeros fatores deixaram o torcedor insatisfeito com o time, inclusive uma discussão pós-jogo em uma entrevista com o treinador. A falta de motivação dos jogadores, o lado direito extremamente defasado, a ausência de um camisa 10 decisivo, treinador sem esquema tático, zaga com problemas desde 2014, afinal, quais são os problemas enfrentados pelo Atlético nos últimos jogos? Após um ano cheio de promessas como foi 2017, o torcedor anda impaciente sem retornos positivos do time para 2018. A impressão é de que falta uma peça fundamental para dar andamento ao ano. Alguns ousam dizer que é falta de um treinador com pulso e esquemas que sejam estilo do Galo, outros acreditam que é a falta de reforços. Com tantas indagações e perguntas, o clima no time esquentou em uma entrevista com o treinador Oswaldo de Oliveira.

No término do jogo, o treinador do time mineiro foi recepcionado com repórteres para esclarecer alguns pontos da partida, assim como entender o porquê de o time ter ido tão mal contra um adversário, até então, menos decisivo. Inúmeras foram as explicações: tempo de viagem, clima, fuso horário. Porém, ao ser indagado pelo jornalista Léo Gomide, também setorista do Atlético, o clima esquentou entre ambos. O que era para ser uma explicação melhor para todos os últimos acontecimentos terminou em briga e exclusão do jornalista da lista de cadastrados para ter acesso ao CT e cobertura de eventos do Galo.

40143372901_572652ac79_z

Além da insatisfação com a postura do time, grande parte da torcida se revoltou com a atitude da diretoria de proibir a entrada do jornalista. Por ter feito uma pergunta pertinente e de vontade da maioria da torcida, Oswaldo se viu fora do seu ambiente de conforto e sem justificativas para a atuação do time nos últimos jogos.

Diante de tantas polêmicas, a torcida aguarda uma postura justa da diretoria para reorganizar o clube e trazer novamente os dias de glória. Profissionais passam, o Galo sempre permanece!

 

Fotos de Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

Por Isabelle Souza

Ler mais do Atlético Mineiro

Ler mais do Campeonato Mineiro

A Bola que Pariu