VOLTAR

,

27.05.2018

Postado por Caroline Araujo

A frustração bate à porta

Palmeiras 2 x 3 Sport – R07 Campeonato Brasileiro 2018

É uma das poucas vezes que não sei como começar a escrever um texto sobre o Palmeiras. É como se a página em branco crescesse diante de mim e me deixasse com a mesma dispersão que os jogadores apresentaram, em campo, durante a derrota para o Sport, no Allianz. A primeira dúvida que me surge a mente: como o time que atuou tão bem no início da temporada, na primeira fase da libertadores, consegue ter o rendimento tão baixo nos últimos jogos? Parece que vemos times diferentes… E isso não é bom!

Já procurei repostas por todos os lados, já defendi Borja, Roger Machado, Dudu… Já dei a cara a tapa ao dizer que o lado emocional estava sobressaindo o profissional dos jogadores, já xinguei, já desconfiei, já acreditei… Agora já não sei o que acontece com o time.

42375894091_5e8169e151_o

Lucas Lima, vaiado pela torcida, não apresenta o futebol que tanto esperamos com sua vinda, já não organiza o meio de campo e parece disperso nos últimos jogos. Em contrapartida, Hyoran aproveita cada chance que tem como titular… Foi dele o lance mais bonito da partida contra o Sport, o gol de fora de área. Aqui cabe a pergunta: Dos dois, quem merece estar sentado naquele banco de reservas?

Guerra, ao contrário de Hyoran, não aproveita a chance que tem na titularidade como falso 9. Foram poucas suas aparições e nenhuma efetividade.

A defesa palmeirense comete falhas, permitindo gols adversários, e o ataque não consegue correr atrás do prejuízo.
Estagnamos na oitava colocação do Campeonato Brasileiro, perdemos a chance de beliscar a liderança. E temos pela frente um jogo contra o Cruzeiro, time que não conseguimos derrotar há certo tempo. É frustrante.

42326757932_298f531a37_o

É hora de reflexão, de ver onde estão concentradas as falhas, de arrumar o time, de ter regularidade.. de ser Palmeiras!

Termino dizendo o que eu sempre temi falar: Gabriel Jesus saiu e levou boa parte da qualidade do time com ele. Até hoje, ninguém conseguiu chegar perto do que o time era com ele no ataque.

 

 

Fotos de Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Ler mais da Carol Araujo

Ler mais do Palmeiras

Ler mais do Campeonato Brasileiro

A Bola que Pariu